A Itsy de Carolina Gerumaglia

Os movimentos sinuosos e o vigor da dança, a singeleza sofisticada da natureza: são essas as maiores inspirações da designer Carolina Gerumaglia. Brasileira de Campinas, São Paulo, ela vive na Toscana há 7 anos, quando partiu para a Itália para fazer um mestrado no Instituto Maragoni em fashion design, depois de se formar em Moda pela Anhembi Morumbi.
Das vivências como bailarina — foram 15 anos dançando balé clássico, contemporâneo, flamenco e dança de salão —, ficou o estímulo para nunca deixar de experimentar novas possibilidades, além do prazer dos movimentos que transformam e remodelam o corpo. Da natureza, as inspirações para estampas, formas e texturas. Mais do que isso, é a partir do contato com ela que Carolina mantém um eixo energético próprio de criação, fluidez, continuidade.

 

Vem de outras gerações a relação com a manufatura de roupas: a bisavó materna da designer, que era conhecida na cidade em que vivia por sua elegância, costurava suas próprias roupas. E Carolina se acostumou, desde cedo, a ajustar as peças que comprava, já que, por ter uma estrutura física menor do que o padrão de mercado, o tecido sempre acabava sobrando em algum lugar. Foi assim que ela começou a se relacionar com o conceito de modelagem, aliado ao princípio de uma costura artesanal, sob medida, ainda antes de escolher a carreira que seguiria. 

 

A definição pelo trabalho com moda praia veio na universidade, movida especialmente pelo desafio de criar peças originais em tão pouco tecido. Na mistura da bossa brasileira, presente nas estampas, com a alfaiataria italiana na inspiração das modelagens, Carolina encontrou o tom da Itsy Beachwear. 

 

As peças são desenvolvidas na Itália e produzidas no Brasil. Pensando em um contato mais gentil com o corpo, Carolina vem utilizando alguns tecidos com proteção ultravioleta e cápsulas de aloe vera em sua composição. Delicadezas pensadas para que os biquínis e maiôs da Itsy sejam companheiros do amanhecer ao pôr do sol, pelas praias e paisagens de todos os cantos do mundo. 

 

A nova série Minimalista traz peças inspiradas em uma harmonia de referências de campo e cidade, com linhas bem definidas, acabamentos em fio e fechos dourados, recortes trabalhados, detalhes feitos à mão e o preto como cor soberana. Estrutura e movimento, contenção e transbordamento, precisão e abundância em convivência, em peças que podem ser usadas também em composições urbanas.